segunda-feira, 7 de junho de 2010

Textos narrativos: descobrindo o prazer da leitura e despertando o gosto pela escrita

Christina Dias com a turma do 4º Ano A na Feira do Livro

Textos escritos pelos alunos a partir das histórias da Christina Dias, autora que esteve presente na 14ª Feira do Livro de Lindolfo Collor.
Histórias que a turma ouviu: Albertina, a vaca estradeira; O galinheiro do Bartolomeu; O armário de João-de-Barro entre outras.


Peluda, a vaca passeadeira

Peluda era uma vaca que gostava muito de passear e comer pasto. Um dia quando estava pastando apareceram outras vacas e um boi que se chamava Leão. Peluda e Leão saíram então para passear pelo campo. De repente apareceu um cão, grande e brabo, que começou a correr atrás deles. Imediatamente eles voltaram.

No dia seguinte Peluda e Leão foram passear novamente e encontraram o cachorro de novo.. Dessa vez o boi foi atrás do cachorro e deu uma chifrada nele. O cachorro saiu correndo assustado.

Daquele dia em diante, o casal passeava tranquilamente todos os dias no campo e nunca mais encontraram o cachorro.

Adrian Gabriel Mähler – 9 anos





A menina e o sabiá

Era uma vez um sabiá que vivia na gaiola. Ele gostava de ouvir uma música que a menina cantava. A música era assim:

Sabiá lá na gaiola fez um buraquinho

Voou, voou, voou, voou

A menina que gostava tanto do bichinho

Chorou, chorou, chorou, chorou.

Quando ela parava de cantar, o sabiá dormia rapidamente.

Um dia a menina foi passear e deixou o pássaro na gaiola como sempre. Quando voltou a ave tinha saído da casinha dele e foi para bem longe dali. A menina ficou muito triste quando viu que o sabiá havia fugido. Cantou duas vezes a canção mas não adiantou. Ela continuou cantando muitas vezes, mas o pássaro não voltou.

Dias mais tarde o sabiá apareceu e a menina nunca mais deixou ele sozinho em casa. Assim ficaram juntos para sempre.

Wellinton G. Kerber – 9 anos





O passeio das vacas

Era uma vez uma vaca que se chamava Albertina. Ela sempre pensava em sair do potreiro e ver como era a vida lá fora.

Um dia apareceu um cavalo que não parava de correr. De repente ele derrubou a cerca. Todas as vacas saíram correndo para o outro lada da rua, menos Albertina. Depois, uma das vacas voltou e perguntou para Albertina: -Você vai ir com nós? – Não. Vão vocês e depois me contem como foi.

Então as vacas foram indo, caminhando na estrada. Onde elas passavam faziam cocozinho para saber o caminho de volta para o potreiro. Quando elas voltaram do passeio contaram felizes tudo o que tinham visto e prometeram sair no outro dia de novo levando Albertina.

Carla Letícia Gonçalves – 10 anos








Um comentário:

  1. Márcia Funke Dieter8 de junho de 2010 05:08

    Olá alunos da Meno. Adorei os textos, muito bem escritos, parabéns. Acho que teremos grandes escritores, num futuro próximo, aqui em Lindolfo. Já são os escritores da Meno. Beijão e estou louca para ler muito mais.
    Márcia Funke Dieter

    ResponderExcluir